Quarta, 07 Março 2018 14:36

Senador João Capiberibe recebeu em nome da sua irmã, Raquel Capiberibe, o Diploma Bertha Lutz

O senador João Capiberibe (PSB/AP) recebeu nesta quarta-feira (7), durante sessão solene comemorativa ao Dia Internacional da Mulher, em nome da sua irmã, Raquel Capiberibe, o Diploma Bertha Lutz, concedido a personalidades que tenham oferecido contribuição relevante à defesa dos direitos da mulher e questões do gênero no Brasil. A premiação chega à sua 17ª edição reconhecendo o legado das deputadas eleitas em 1986 na elaboração da Constituição brasileira em vigor.

“A deputada constituinte Raquel Capiberibe foi umas das 26 mulheres que participaram da elaboração da Constituição que Ulysses Guimarães chamava de “Constituição Cidadã”, que no momento infelizmente sofre um enorme retrocesso. Eu como irmão dela, afirmo que Raquel foi uma grande guerreira, uma mulher lutadora e junto com as demais deram uma enorme contribuição a essa País em um capítulo importante da Constituição, o da seguridade social”, afirmou o senador Capiberibe.
O atual texto constitucional é considerado pelos estudiosos como um dos mais avançados do mundo no que diz respeito aos direitos e garantias individuais. A atuação das 26 constituintes, apelidada pela imprensa e pelos políticos da época como o "Lobby do Batom", foi fundamental para que esse resultado fosse alcançado.
Premiação - Desde sua criação, em 2001, o Diploma Bertha Lutz já foi concedido a 84 mulheres. Este ano, o diploma será entregue a todas as 26 deputadas eleitas em 1986 e que atuaram durante o processo constituintes, tendo em vista a comemoração dos 30 anos da promulgação da Carta Magna.

Entre as homenageadas estão as atuais senadoras Lídice da Mata (PSB-BA), Lúcia Vânia (PSB-GO) e Rose de Freitas (PMDB-ES), e a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ). Além das constituintes Anna Maria Rattes (RJ), Beth Azize (AM), Bete Mendes (SP), Eunice Michiles (AM), Irma Passoni (SP), Lúcia Braga (PB), Maria de Lourdes Abadia (DF). Maria Lúcia de Mello Araújo (AC), Marluce Pinto (RR), Moema São Thiago (CE), Myriam Portella (PI), Raquel Cândido (RO), Raquel Capiberibe (AP), Rita Camata (ES), Sadie Hauache (AM), Sandra Cavalcanti (RJ). E, in Memoriam: Abigail Feitosa (BA), Cristina Tavares (PE), Dirce Tutu Quadros (SP), Márcia Kubitschek (DF), Rita Furtado (RO); Wilma de Faria (RN).

Bertha Lutz - A bióloga e advogada paulista Bertha Maria Julia Lutz, que dá nome ao prêmio concedido pelo Senado, foi uma das figuras mais significativas do feminismo e da educação no Brasil do século XX. Foi eleita suplente para a Câmara dos Deputados em 1934. Em 1936 assumiu o mandato de deputada, que durou pouco mais de um ano. Ela faleceu em 1976, no Rio de Janeiro.

Texto: Agência Senado e Assessoria de Comunicação do senador Capiberibe

Foto: Edilson Rodrigues

bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter
mais-noticias

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.