Terça, 20 Fevereiro 2018 11:07

Capiberibe questiona intervenção no Rio e aponta incoerência do governo Temer

Em discurso nesta segunda-feira (19), o senador João Capiberibe (PSB-AP) criticou a falta de política do governo federal para a segurança pública, afirmando que a intervenção federal  no Rio de Janeiro é somente uma medida para desviar a atenção dos cidadãos.

Capiberibe disse que só seria favorável à medida se o interventor, general Braga Netto, tivesse a liberdade para prender a cúpula do governo fluminense, incluindo o governador, Luiz Fernando Pezão.

— A começar com o governador. Mandar pra cadeia a cúpula da Assembleia Legislativa e do Judiciário no Rio de Janeiro. Aí, sim, aí eu concordaria. Depois, o general Braga iria se ocupar do tráfico. Porque, enquanto tiver esse time jogando no Rio de Janeiro, não tem Exército brasileiro, nem exército no mundo que consiga controlar a violência no Rio de Janeiro.

Segundo o parlamentar, o governo delega aos estados o dever de garantir a ordem e a segurança dos cidadãos por não ser capaz de cumprir essa missão. Para Capiberibe, além de ter acontecido contra a vontade dos militares, a intervenção do Exército no Rio de Janeiro não resolverá os problemas do estado.

Ele salientou o corte orçamentário feito pelo governo nas verbas destinadas à segurança pública e questionou o critério do presidente da República, Michel Temer, para decretar a intervenção, lembrando que a taxa de homicídios de vários outros estados é superior à do Rio de Janeiro, que é de 37,6 mortes por 100 mil habitantes, contra 49,6 homicídios por 100 habitantes no seu estado, o Amapá (o quinto estado mais violento), e 64 homicídios por 100 mil habitantes em Sergipe, por exemplo.

Assista à integra do discurso aqui:


Foto: Marcos Oliveira

Agência Senado

bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.