Terça, 21 Novembro 2017 18:49

Capiberibe destaca Dia da Consciência Negra e diz que o Brasil é ancorado na desigualdade

O senador João Capiberibe (PSB-AP) destacou o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, e selecionou três manchetes que, segundo ele, caracterizam o Brasil como “o país do apartheid”.

Uma das manchetes aponta que os negros representam 71% das vítimas de homicídios no Brasil. A segunda, que os negros ganham em média pouco mais da metade do que os brancos. E a terceira manchete lida pelo senador nesta terça-feira (21) em Plenário aponta que os negros são mais afetados por desigualdade e violência no Brasil, segundo agência da ONU.

O senador salientou que, de acordo com dados do IBGE, pretos e pardos representam quase 54% da população brasileira, mas sofrem com preconceito, pelo fato de a sociedade ter sido construída com base no pensamento de uma elite de homens brancos. Para Capiberibe, o Brasil vive um regime de apartheid.

— Apesar de [ser] maioria, essa população enfrenta desigualdades, a começar pelo quesito renda. Entre os 10% da população mais pobre do país, 76% são negros, entre o 1% mais rico, [são] apenas 17,4%. Portanto, os dados demonstram claramente que esta é uma sociedade que se desenvolveu ancorada na discriminação.

 

Assista à integra do discurso aqui:

Agência Senado 
Foto: Jefferson Rudy

bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter
mais-noticias

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.